Agridoce

Opinião com um gosto agridoce.

Férias em Florianópolis – Dia 05 de 08 – Praia da Daniela

Posted by Andrea Fu em 25/11/2015


imageAmanhece nublado, mas faz calor. Depois da experiência de ontem, em que eu tive o azar de não ir de biquíni visitar o Projeto Tamar porque achei que não daria sol, resolvi ignorar as nuvens e me preparar para ir à alguma praia. A praia da Daniela foi a melhor opção, já que tinha a possibilidade de fazer uma trilha entre a Praia do Jurerê e esta.

E lá vamos nós de ônibus para a praia da Daniela, que fica a 43 km de onde estou hospedada. Como ontem, nos preparamos com lanchinhos e horários dos ônibus em mãos. São 43 km, então quanto menos tempo levássemos para pegar o ônibus, melhor.

A viagem começa sempre com um ônibus para o centro e depois com um ônibus para outro terminal ou terminais até o destino. Tudo é longe é complicado de ônibus. Até o sétimo dia reclamarei das distâncias e das viagens. Decidimos ir direto para Daniela, quem sabe outro dia fazemos a Jurerê.

Mas ao chegar em Daniela, o som do mar, ao longe já nos agrada. Só de ouvir, já fiquei imaginando. O sol apareceu, mesmo com nuvens no céu. Um pedaço azul do céu indicava esperança de dia ensolarado.

Entramos na praia por uma estreita e curta trilha de areia que nos permitiu avistar água azul e calma. O sol ficou mais forte. Tirei o vestido, me joguei na água fria, me refresquei e vi parte das minas pernas por baixo dela de tão limpa. Ondas baixas, areia muito fina, sol, sol sol.

Que lugar lindo, estávamos quase sozinhas, perto da cabine dos guardas-vidas, quase em frente à entrada da praia, deixamos nossas coisas na areia e entramos na água, eu Luana e sua cria. Ninguém na praia, um ou outro passante, segurança total.

Saí feliz de lá, de alma lavada. Almoçamos num restaurante muito próximo, bem decorado e barato: prato do dia custa R$13 e é muito bem servido. Queria voltar para a água, mas aí começou a chover e pegamos nossa estrada.

Como sempre, a sensação de ficar mais tempo no ônibus foi maior do que o tempo de ficar na praia. Aliás, constatei: não foi uma sensação. Para ir, 1:30h, para voltar quase 2h. O tempo que ficamos na praia foi de 2h. É, quando eu voltar para Florianópolis, me certificarei que estarei com minha carta de motorista regular para que eu possa alugar um carro. Não dá para fazer muito de ônibus aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: