Agridoce

Opinião com um gosto agridoce.

Intercâmbio 2 – Preparar a mente para Dublin

Posted by Andrea Fu em 14/04/2016


canstock0072615Já saí do país algumas vezes. Fiquei um mês em Taiwan aos 10 anos, com minha avó; fui para a Argentina, com meus pais e irmãs; fiz Mochilão pela Bolívia, Peru e Chile, com a Giovanna, colega de faculdade. É diferente o preparo psicológico.

Para Taiwan, minha maior preocupação era andar de avião pela primeira vez. Eu já estava inserida desde pequena na cultura chinesa, então nada era diferente ali. Para a Argentina era passeio de férias, de carro, na segurança de pessoas conhecidas e que te querem bem. Ótimas férias, nunca me esquecerei. No Mochilão, mesmo sendo algo mais independente da família, eu tinha dia para ir, voltar, roteiro planejado e dinheiro (contado, mas tinha). E eu não estava sozinha… a Gi tava comigo e me ajudou quando precisei.

Porque me preparar para Dublin é diferente?

 

Estes tópicos estão por ordem de preocupação, da maior para a menor. Então vamos lá:

  • Preciso ter 3 mil euros só para comprovar e tirar o visto + mil euros até o visto sair.

Dublin exige que o estudante tenha dinheiro comprovado suficiente para sobreviver durante 8 meses (6 meses de curso de inglês e mais 2 meses de férias). Este é o valor mínimo para se manter no país confortavelmente. Mas até tirar o visto, ainda preciso de 1000 euros para sobreviver, totalizando 4 mil euros para ter tranquilidade. Ainda não tenho todo este valor, mas estou perto, mas morrendo de medo de não conseguir.

  • Dublin está em crise e não está fácil arrumar trabalho lá

Eu preciso trabalhar para ter certeza de que vou sobreviver durante o intercâmbio. Mas nem que eu não precisasse, eu não consigo ficar sem trabalhar. Durante minhas pesquisas, percebi que ter um inglês mais ou menos não te ajuda a ter um emprego lá. Pode ser de faxineira, de babá, de garçonete, sem falar muito bem o inglês, não consegue muita coisa. Além disto, a Irlanda está começando a se recuperar de uma crise econômica.

O site e-Dublin fez uma comparação sobre o custo de vida em Dublin e comparou quanto tempo se levava para arrumar o primeiro emprego lá entre 2008, 2013 e quanto tempo leva hoje, em 2016. No ultimo caso, levou-se 3 meses para um intercambista arrumar emprego e isto me preocupa bastante. Não sei se aguentaria ficar tanto tempo sem poder trabalhar.

  • Como levar dinheiro em segurança

A Irlanda te exige 3 mil euros para te dar o visto de estudante. Este dinheiro é seu, para sua sobrevivência, mas precisa ficar bloqueado durante todo o processo de emissão de visto. Enquanto isto, você deve ter mais euros disponível em outra modalidade.

  1. Você pode levar em dinheiro vivo – mas é perigoso. São quase R$20 mil surdamente reservados para esta viagem.
  2. VTM – Pode ser usado para o processo de visto, porém paga-se no Brasil, um IOF absurdo para manter dinheiro no cartão (6,38% do valor carregado no cartão)
  3. Transferência Bancária – o IOF é menor (0,38% do valor comprado), mas possui uma taxa tão alta de transferência que talvez fique elas por elas. A preocupação aqui é com a abertura da conta-corrente, que tem sido difícil para intercambistas de Dublin e o próximo tópico explica porque.

Para me ajudar, li este post do portal Projeto Ciência sem Fronteiras que me ajudou bastante, porém não me ajudou a decidir definitivamente. Ok, tenho tempo ainda.

  • PPS

PPS é um número usado para te identificar economicamente, tipo o CPF no Brasil. Você só pode ser contratado com este documento. Há alguns anos, cada intercambista se responsabilizava por tirar o PPS e apresentar em uma possível vaga de emprego.

Conversando com alguns colegas que foram estudar em Dublin, isto mudou: agora para ter o PPS, só se estiver empregado. O empregador se responsabilizará pelo registro no PPS para poder te contratar.

Mas aí já me falaram que os empregadores estão dando preferência para aqueles que já possuem PPS, porque dá muito trabalho registrar. A Irlanda é um país bastante burocrático, mas não sei se tanto quanto o Brasil. O site e-Dublin colocou um meio-passo-a-passo para obter o PPS (meio, mas bem valioso texto)

Além disto, há menos de uma semana foi instituído que todo banco abrirá conta corrente se o correntista tiver o PPS. A conta corrente é fundamental para que você possa comprovar que tem 3 mil euros disponíveis para você sobreviver e tirar o visto, através do extrato da conta, caso esta seja sua opção para levar dinheiro.

PERGUNTA: Como eu abro conta no banco e coloco os meus 3 mil euros lá para tirar o extrato, se eu preciso de um PPS e o tal só pode ser tirado quando você se emprega e você só se emprega depois que tira o visto porque só assim você pode tirar o bendito? 🤔

  • A escola de inglês tem má fama

Pois é, eu sei, quis economizar ao máximo para ter certeza de que conseguiria fazer o intercâmbio e contratei a escola mais barata possível: A Erin School of English. E é isto aí, as más línguas dizem que é uma escola bem ruim, sem estrutura adequada e com problemas sérios de organização e atendimento. A Talita Nossol do “Tá na Europa”fez um post dedicado somente a esta escola e ela realmente não indica.

Ainda tenho tempo de trocar, mas alguns moradores brasileiros me falaram que muitas delas são meia-boca e eu gastaria uns R$2 mil a mais pelo mesmo resultado. Decidi não trocar a escola, mas…

  • Morar ou não morar no Centro

Existe a possibilidade de morar no centro, em outra cidade, em bairros mais afastados, etc. Dublin não tem o trânsito absurdo de São Paulo e morar em outra cidade equivale a 25 minutos de viagem de transporte público.

“Mas qual é a polêmica, então, Andréa?” A polêmica aqui é com quais nacionalidades eu iria interagir. Dizem que morar no centro ou perto te faz ter muito contato com brasileiros e, por isto, aprende-se mais lentamente uma nova língua. Morar longe só aumenta o valor gasto com transporte público, mas não garante que você não interaja excessivamente em língua portuguesa, porém as chances são menores.

O transporte público é caro e, financeiramente, ficaria mais barato morar no centro. E eu estou bem apertada de grana, ainda mais com a possibilidade de não arrumar emprego rápido. E agora? 🙄

 

Dicas sobre estas e outras questões não pensadas, comentem, compartilhe suas experiências aqui no Agridoce.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: